Kesha afasta toxicidade de relacionamentos em “Resentment” (feat. Sturgill Simpson, Brian Wilson & Wrabel)

DJ SOUND

Kesha afasta toxicidade de relacionamentos em “Resentment” (feat. Sturgill Simpson, Brian Wilson & Wrabel)

Cantora também lança vídeo filmado por ela mesma com um iPhone

Novo álbum ‘High Road’ será lançado dia 31 de Janeiro

OUÇA AQUI,

ASSISTA AO VÍDEO AQUI:

Hoje, Kesha lança “Resentment” (feat. Sturgill Simpson, Brian Wilson e Wrabel), uma colaboração vulnerável e a mais nova faixa do seu próximo álbum “High Road”.

Originalmente escrito por Wrabel, Madi Diaz e Jamie Floyd, com co-autoria de Kesha e produção de John Hill, “Resentment” é uma reflexão comovente e com um toque country sobre não ser tratado bem por um amor e se agarrar a essa negatividade.

Kesha

Música extra será adicionada ao tão esperado novo álbum, que agora será lançado em 31 de janeiro pela Kemosabe / RCA Records.

Em janeiro também Kesha também anunciará uma turnê nacional de destaque nos EUA.

Em “Resentment”, Kesha exibe alguns dos vocais mais puros de todo o seu catálogo, cantando ternamente ao lado das vozes de apoio de Simpson, Wilson e Wrabel, que a complementam com sinceridade palpável.

Comentando a inspiração por trás da faixa, Kesha descobriu que “o ressentimento é uma emoção tão poderosa e destrutiva e, na minha experiência, é mais complexa do que o ódio ou a raiva”, enquanto sobre os colaboradores da música disse:

Brian Wilson é um dos meus heróis musicais, então quando ele disse que iria colaborar comigo na gravação… esse momento foi um dos mais emocionantes da minha carreira.

Em seguida, adicione Sturgill, que eu respeito e admiro muito, assim como meu amigo íntimo, o compositor insanamente talentoso Wrabel, e essa faixa parecia mais um sonho do que apenas outra música para mim. “

O vídeo da faixa é diferente de tudo o que Kesha lançou antes, um vídeo íntimo gravado em seu iPhone 11 Pro que complementa a emoção crua da música.

“Resentment” segue o lançamento do aclamado primeiro single de seu novo álbum, “Raising Hell” (feat. Big Freedia), que Kesha apresentou no Jimmy Kimmel Live! e no American Music Awards, e que a Paper Magazine disse que “encontra um ponto médio maravilhoso entre a Kesha festeira e a Kesha fazendo quase um rap em uma balada Pop/Eletrônica”.

Também lançada recentemente é a faixa “My Own Dance”, que a Rolling Stone chamou de “uma jornada explícita pela carreira de Kesha” e que deixou Nylon dizendo “ela está vindo com tudo nesta nova era do High Road, e nós estamos aqui por cada segundo”.