David Guetta É Votado O DJ #1 Do Mundo no Resultado Top 100 DJs Internacional

DJ SOUND

David Guetta É Votado O DJ #1 Do Mundo no Resultado Top 100 DJs Internacional

Artista francês é coroado #1 pela segunda vez, depois de conquistar o prêmio em 2011.

David Guetta foi coroado como o DJ nº 1 do mundo, depois de vencer a enquete anual dos 100 melhores DJs da DJ Mag pela segunda vez – quase uma década depois de ter conquistado o primeiro lugar em 2011.

O superstar francês e produtor musical mundialmente renomado recebeu seu prêmio durante a AMF Presents Top 100 DJs, um show de premiação virtual em Amsterdã que foi transmitido para o mundo todo.

Em sua vitória histórica, o artista comentou: “muito obrigado a todos que votaram em mim.

Pensar que já se passaram 40 anos desde que toquei pela primeira vez em um clube, e 10 anos desde a última vez que ganhei este prêmio, me emociona muito.

Quando ganhei pela primeira vez, há 9 anos, recebi muita crítica por fundir música dance com estilos convencionais e pop, e olhar para trás agora e ver como isso moldou a indústria e a fez evoluir é absolutamente louco.

Vencer agora depois de voltar ao que fazia originalmente e lançar mais música underground com meu amigo MORTEN e Future Rave, e com Jack Back, torna tudo ainda mais especial.

Devo tudo aos meus fãs e seja o que for que o futuro traga, estarei lá, pronto para a trilha sonora da festa, e espero que vocês também”.

Apesar do impacto da pandemia do coronavírus, os fãs da Dance Music apoiaram seus DJs favoritos na enquete dos 100 melhores DJs de 2020.

Quase 1,3 milhões de votos foram dados em quase todos os países do mundo, demonstrando que, embora muitas pessoas estivessem presas em casa, seu apetite pela cultura DJ permanecia forte.

Na verdade, as visualizações que a série Top 100 DJs Virtual Festival receberam – 8,3 milhões durante o período de votação dos 100 melhores DJs, de 95 conjuntos de DJs diferentes, ao lado de quase £9.000 em doações para a Unicef ​​- sugerem que o apetite por apresentações de muitos dos melhores  DJs do mundo permanece inalterado.

Ganhar o Top 100 DJs coroa um grande ano para David Guetta, durante o qual o artista se reconectou com a cultura DJ em grande forma. Como ele afirma em sua entrevista de capa, para a próxima edição da DJ Mag, Guetta credita a essa vitória um foco renovado em faixas de Dance ao invés de sucessos Pop.

Ele espera que seu som #FutureRave acenda as pistas de dança assim que o mundo puder se reunir em festas e clubes novamente, e a determinação de Guetta em unir a cena internacional díspar e subestimada até aquele momento deve ser aplaudida.

Guetta ajudou a arrecadar mais de US$ 1,5 milhão para ações de combate ao COVID-19 por meio de seus eventos de transmissão ao vivo ‘United At Home’, assistidos por mais de 50 milhões de telespectadores, além de ser a atração principal do festival digital Around The World em julho e alcançar recordes de visualizações durante o Top 100 DJs Virtual Festival da DJ Mag.

Durante seu discurso de aceitação em Amsterdã, David Guetta chamou a atenção para o fato de que a indústria da música eletrônica foi duramente atingida pela pandemia.

Acreditando firmemente que a cultura não pode ser deixada de lado, Guetta fez um apelo aos governos de todo o mundo:

“Não são apenas os artistas, mas também os residentes locais que trabalham duro, equipes de segurança, promotores e técnicos em todo o mundo que fizeram da Dance Music uma indústria tão grande e próspera que exige respeito em todos os níveis.

Mas agora, mais precisa ser feito.

Nosso setor foi extremamente atingido este ano.

Milhões de pessoas perderam o trabalho e os governos em todo o mundo não conseguiram reconhecer a importância das indústrias da música e entretenimento.

Elas precisam de apoio como qualquer outra. A cultura não pode ser deixada em segundo plano.

Os governos precisam agir”.

Antes da pandemia, a cerimônia de premiação dos 100 melhores DJs deveria retornar ao palco principal do AMF, na Arena Johan Cruijff de Amsterdã, na Holanda, onde o DJ nº 1 é tipicamente coroado na frente de 40.000 fãs de dance music.

Naturalmente, uma solução virtual teve que ser encontrada, para a segurança dos fãs e da equipe. Renovando uma colaboração de uma década, a DJ Mag se uniu à AMF para produzir o show Top 100 DJs Awards – uma celebração da música eletrônica em Amsterdã, a cidade que recebe os 100 melhores DJs desde 2011.

O show conectou as apresentações de David Guetta , Don Diablo, Afrojack, Nicky Romero, Armin Van Buuren e mais em locais de referência em Amsterdã.

Em uma parceria inovadora com o Snapchat, os fãs de Dance Music puderam celebrar a coroação de David Guetta em realidade aumentada (AR), graças ao lançamento de duas lentes exclusivas no Snapchat.

O primeiro – a Landmarker Lens, cria um momento especial na cidade que tem sido o lar dos Top 100 DJs desde 2011.

Lançada exclusivamente durante a premiação, a lente revela o DJ No.1 em realidade aumentada no icônico Palácio Real de Amsterdã, transformando o edifício em um palco coberto de alto-falantes com David Guetta atuando no topo.

O segundo – uma lente Sky disponível globalmente projeta David Guetta no céu usando a tecnologia de realidade aumentada do Snapchat.

Os usuários do Snapchat podem trazer a experiência de DJ No.1 para seus telefones abrindo a câmera Snapchat e selecionando a lente do céu no carrossel ou scaneando o snapcode abaixo.

Se você ainda não conferiu o clipe do atual single de Guetta, “Let´s Love”, clique aqui:

 

Outra novidade para 2020, o Top 100 DJs da DJ Mag anuncia uma parceria oficial com a VirtualDJ.

Com mais de cem milhões de downloads, o VirtualDJ é de longe o software de DJ mais usado no mercado e tem um histórico reconhecido de inovações técnicas que moldaram as atividades de DJ digitais nos últimos 20 anos.

Este ano, a VirtualDJ é o assunto da indústria por introduzir uma tecnologia revolucionária, separação de hastes em tempo real, em seu software de DJ.

Esta nova tecnologia está abrindo uma nova fronteira para DJs que terá um impacto profundo em como os DJs podem mixar nos próximos anos, uma companhia natural este ano para a pesquisa dos melhores DJs do mundo.

Ao longo da campanha dos 100 melhores DJs de 2020, DJ Mag produziu uma série de vídeos apresentando os principais artistas da pesquisa, colocando a mão na massa com essa tecnologia revolucionária.

Você pode ver os vídeos aqui.

Analisando os resultados da enquete TOP 100 DJs 2020:

Em outro lugar na pesquisa principal, os vencedores do ano passado, Dimitri Vegas & Like Mike, ocupam a maior colocação em Highest Group em 2º lugar, Armin van Buuren é novamente Highest Trance com a colocação mais alta em Trance (inalterado no 4º lugar) e Don Diablo é novamente o DJ melhor colocado em Highest Future House, ocupando a posição #6.

A grande notícia é o brasileiro ALOK arrebentando no quinto lugar, trocando de lugar com Marshmello, que caiu para a 11ª posição.

Aoki e Afrojack estão ligeiramente em alta, enquanto Tiesto sai do TOP 10 pela primeira vez em 20 anos.

Enquanto isso, o Timmy Trumpet chega aos dez primeiros pela primeira vez na ponta dos pés.

O segmento 11-20 do gráfico não mudou muito desde o ano passado, embora KSHMR, R3hab, W&W, Skrillex, Calvin Harris e Above & Beyond estejam todos em alta. NERVO saltou quatro lugares para a 20ª posição e continua como atração feminina com a melhor colocação no Top 100.

Será que ainda será o caso no próximo ano, já que Charlotte de Witte saltou 42 lugares este ano, tornando-se a DJ que mais subiu posições e a DJ de Techno com a posição mais alta na enquete?

Charlotte também ultrapassou Carl Cox no ápice da enquete Alternative Top 100 DJs – veja o verso desta revista para um resumo completo disso.

Claptone é novamente o DJ de House com a melhor colocação este ano, subindo 12 lugares para o número 41.

E o prodígio canadense Rezz é a nova entrada mais alta, em #57.

A posição é seguida de perto por outras entradas de High House e Techno – Amelie Lens (em #59), Jamie Jones (em #68) e Nora En Pure (#73).

Há 18 novas entradas para o Top 100 no total este ano, incluindo DJs que você já deve ter imaginado, como Green Velvet e Sunnery James & Ryan Marciano.

Apesar de cair alguns lugares, Angerfist recuperou o prêmio de Highest Hard DJ em virtude do vencedor de 2019, Headhunterz, deslizando 17 posições.

Hardstyle pode ser uma experiência tão visceral e real que não seria surpreendente ouvir que todos os DJs do gênero caíram em um ano de descanso onde não havia realmente nenhum show ao vivo.

Mas Radical Redemption e Brennan Heart resistiram a essa ideia – os dois DJs hardstyle são as únicas duas re-entradas no Top 100 de 2020.

Esta é a edição do Top 100 DJs da DJ Mag mais diversa em muitos anos – desde os anos 1990, quando uma série de DJs de House e Techno entrariam nas paradas, e um monte de tocadores de Drum & Bass.

Antes de votar este ano, DJ Mag encorajou ativamente as pessoas a pensarem sobre as diversas raízes de nossa cena e como DJs mulheres e negras há muito tempo estão sub-representadas na enquete.

E os resultados confirmaram o desejo declarado de que a diversidade da cena seja melhor refletida.

Dezesseis DJs negros ficaram no Top 100 deste ano, a maior proporção em mais de 20 anos. E há treze DJs femininas no Top 100 deste ano (contra dez no ano passado), que é a maior porcentagem de todos os tempos.

Esses números, juntamente com declarações da maioria dos DJs do Top 100 sobre como o racismo é inaceitável no cenário global, e compromissos para aumentar a diversidade por meio de suas próprias ações, indicam que a direção da viagem está definitivamente se movendo no caminho certo.

Os votos vieram de 232 países diferentes, incluindo principados e ilhas. Como uma indicação do quão global é a pesquisa, os números incluem 50 votos da Groenlândia, 52 votos de San Marino, 924 da Síria e um voto da Cidade do Vaticano!

A Europa e os Estados Unidos obtiveram a maioria dos votos, seguidos de perto pelos países latino-americanos, especificamente Brasil e México, mas também Argentina, Equador, Peru e Guatemala.

Na Ásia, a Índia foi novamente o maior país votante, mas, após o lançamento de um site de votação dedicado na China (djmagvote.cn), os votos da China aumentaram 480% este ano.

Outros grandes mercados asiáticos que geram votos incluem Vietnã, Japão, Coréia do Sul e Mianmar. Os votos vieram de quase todas as nações africanas, mas os pontos mais ao norte e ao sul do continente (Marrocos e África do Sul) compartilharam a maioria dos votos.

Leia o resultado completo, incluindo entrevistas com cada um dos DJs da enquete em djmag.com/top100djs .