Beatmakers remixam músicas de álbum produzido em tributo ao “In Utero”, do Nirvana

DJ SOUND

Beatmakers remixam músicas de álbum produzido em tributo ao “In Utero”, do Nirvana

Para essa reinterpretação, intitulada “A Beatmaker Tribute to Nirvana’s In Utero”, foram escalados os beatmakers Allb, Disco Veneno, Kong Cutz e Paracetamol_Research.

Cada um ficou responsável por fazer duas versões remixadas de uma das 4 músicas escolhidas.

Em 1993, o Nirvana lançava o álbum “In Utero”, o terceiro da sua carreira e sucessor do aclamado “Nevermind”.

Ao longo dos anos, a obra se tornou um clássico da música mundial e influenciou diferentes gerações.

Prova disso é a versão funk-soul criada em 2018 pelo produtor Lemoskine, intitulada “A Soulful Tribute to Nirvana’s In Utero”, que reuniu a Bananeira Brass Band, Francisco El Hombre, Machete Bomb, Letrux, Raissa Fayet, Tuyo, Yuri Lemos e vários outros artistas brasileiros.

Agora, em 2021, a Endorphins Lab e a Mezcla Viva dão outra textura para a obra com 08 remixes do tributo feito há 3 anos por Lemoskine.

Para essa reinterpretação, intitulada “A Beatmaker Tribute to Nirvana’s In Utero”, foram escalados os beatmakers Allb, Disco Veneno, Kong Cutz e Paracetamol_Research.

Cada um ficou responsável por fazer duas versões remixadas de uma das 4 músicas escolhidas.

“A ideia era remixar o álbum inteiro do tributo.

Mas tivemos dificuldade para achar 14/15 beatmakers para trabalhar em cada uma das faixas, ou até um beatmaker para remixar duas ou três faixas. Como estávamos com poucas pessoas, decidimos simplificar o projeto.

Das 15 faixas, selecionamos 4, e dessas 4 a gente decidiu colocar uma faixa na mão de cada produtor”, diz Allb, um dos responsáveis pela organização do projeto.

“Para chegar a diferentes caminhos criativos, a gente pediu que cada beatmaker criasse duas versões da mesma faixa, que é algo um pouco mais complexo: você cria a primeira versão, legal. Aí na segunda, você tem que usar o mesmo material para criar uma outra versão da primeira”.

As fusões de boom bap, nu-soul, lo-fi, jazz e psicodelia são acompanhadas pelas vozes de Isabela Caféfortesemaçúcar, Lemoskine, Rayssa Fayet e Yuri Lemos.

Todo o conjunto cria uma sonoridade indescritível, levando o Nirvana para outra atmosfera.

“O Lemoskine, passou todas as linhas dos elementos originais usados no tributo para que a gente distribuísse para os produtores usarem no remix.

Então, tudo veio separado: bumbo, caixa, prato, baixo, guitarra, metais, teclas. E aí cada produtor manipulou os materiais ao seu estilo. Tudo foi feito remotamente durante o ano de 2020 por causa da pandemia.”

Aproveitando que o projeto já estava em curso, o Lemoskine criou também uma versão para a faixa “Polly”, que mesmo não fazendo parte do “In Utero” (é do “Nevermind”) casou com a proposta.

Ela também teve duas versões, sendo uma assinada pela beatmaker Numa e a outra pelo Fumaça (projeto do Allb com o Pietro Domiciano).

Ambas entram como bônus track no álbum instrumental.

A versão com vocais de “A Beatmaker Tribute to Nirvana’s In Utero” chega às plataformas de streaming digital nesta sexta-feira, 19/02 (https://ditto.fm/a-beatmaker-tribute-to-nirvanas-in-utero).

Já os instrumentais com as duas faixas extras estarão disponíveis no dia 26/02 (https://ditto.fm/a-beatmaker-tribute-to-nirvanas-in-utero-instrumental-version).

Todas as músicas foram licenciadas.

TRACKLIST
01. Serve the Servants (Dreamin’ Beatmix) – Disco Veneno, Rayssa Fayet, Heart-Shaped Tracks, Endorphins Lab

02. Tourette’s (Headnod Beatmix) – paracetamol_research, Isabela Caféfortesemaçúcar, Heart-Shaped Tracks, Endorphins Lab

03. Heart-Shaped Box (VHS Beatmix) – Allb, Lemoskine, Heart-Shaped Tracks, Endorphins Lab

04. Scentelss Apprentice (Vibbin’ Beatmix) – Kong Cutz, Yuri Lemos, Heart-Shaped Tracks, Endorphins Lab

05. Tourette’s (Trippy Beatmix) – paracetamol_research, Isabela Caféfortesemaçúcar, Heart-Shaped Tracks, Endorphins Lab

06. Scentelss Apprentice (90”s Beatmix) – Kong Cutz, Yuri Lemos, Heart-Shaped Tracks, Endorphins Lab

07. Serve the Servants (Chill Beatmix) – Disco Veneno, Rayssa Fayet, Heart-Shaped Tracks, Endorphins Lab

08. Heart-Shaped Box (Dope Bossa Beatmix) – Allb, Lemoskine, Heart-Shaped Tracks, Endorphins Lab

SOBRE A ENDORPHINS
A Endorphins Lab, é um selo curitibano independente de beatmakers e nasceu do amor viciante pela música, da vontade em conhecer todas elas e pela arte da curiosidade e da observação.

E para observar não se usa apenas os olhos, mas todos os sentidos.

Todos os seis.

É preciso ouvir, ver, sentir, cheirar, comer música todos os dias.

Necessita-se do imaginário, da criatividade, da intuição para assim nascer um som. Adoramos a música instrumental, temos paixão pelo hip-hop, pai da matéria em misturar, subverter, repaginar, samplear e lembrar do esquecido.

Buscamos as mais diferentes influências, sem colonização cultural ou imposição de modismos. Valorizamos os álbuns completos.

Os clássicos não foram feitos de singles, foram feitos de várias faixas que contavam uma história, que criavam uma experiência sonora de ponta a ponta do álbum, sempre nos fazendo querer ouvi-lo repetidas vezes.

Fazemos batidas em fitas, como os nossos predecessores e também para a mídia digital como aponta o futuro.

Queremos fazer essa ponte, para que a história não caia no ostracismo, produzindo nossas próprias fitas, assim como todos os materiais audiovisuais.

E fazemos tudo dentro de casa, apenas com apenas 4 pessoas.

Tudo que uma gravadora grande faz, nós também fazemos e cada lançamento temos nos aperfeiçoado.

A Endorphins Lab é curiosidade e paixão, que aguça os sentidos para “samplear o mundo” em forma de selo independente.

Algumas vezes é temporário, outras vezes a pessoa cancelada precisa mudar, pelo menos exteriormente, para ser aceita novamente.