Spotify surpreende o mundo e anuncia uploads para DJs

DJ SOUND

Spotify surpreende o mundo e anuncia uploads para DJs

O Spotify surpreendeu a comunidade DJ e os “dance-maníacos” do mundo em Ibiza ao anunciar ontem (25/05), durante o IMS – Ibiza Music Summit Conference (http://www.djsound.com.br/pete-tong-organiza-ibiza-music-summit-2016-com-retorno-de-yello-2/), criado por Pete Tong; que vai liberar na sua plataforma os “uploads de DJ sets”, “remixes” , “bootlegs” e “mashups” mesmo os não autorizados por músicos e gravadoras.

Pete Tong

Pete Tong

“Nosso objetivo número um no Spotify é entregar ótimas músicas para os fãs aonde e quando eles quiserem.

O acordo com a Dubset permite-nos servir aos fãs da Dance Music com mixes que gostem enquanto garante que artistas, gravadoras e editores sejam pagos de maneira justa.

dubset_2016_abb

É um grande dia para os fãs de música ao redor do mundo”, disse Stefan Bloom, executivo do Spotify.

O que deve ser lembrado primeiramente pela comunidade DJ é que o Spotify nasceu com amizade e acordos com as gravadoras pagando-as por isso, diferente do Soundcloud que nasceu, cresceu tornou-se uma plataforma e depois enfrentou a cobrança das gravadoras e artistas (entre eles nomes como Daft  Punk e Funk D´Avoid, só para citar alguns),  o Soundcloud vem mudando o seu jeito de agir com os usuários justamente pelos acordos e cobranças dessa turma (leia mais para entender em: http://www.djsound.com.br/soundcloud-iniciou-derrubada-ostensiva-de-sets-e-mixes/).

Agora com o Soundcloud tendo acionistas como as próprias gravadoras, o jogo esta mudando radicalmente, afinal verdade seja dita os artistas (que você idolatra), precisam ser remunerados por isso, é um direito adquirido, estamos falando de execução pública, prevista na lei dos direitos autorais a nível mundial, e que sustentam os tais artistas que você gosta, principalmente nos momentos atuais.

De toda forma o Spotify deu uma grande cartada minando o terreno do streaming  e deve causar uma debandada geral da DJaizada do Soundcloud e de outros como Mixcloud, e mesmo o iTunes (que tem perdido força inclusive nas vendas), isso mostra uma preocupação dos executivos em manter a liderança do Spotify no mercado, e acirra a briga entre o pioneirismo do Deezer (www.deezer.com), plataforma que inspirou o Spotify e ainda domina o mercado da Europa, o Spotify é muito forte nas américas e no Brasil só tem crescido, mesmo na opção premium (paga mensalmente).

spotify-logo-horizontal-black_2016_aabb

Esta nova possibilidade dentro do Spotify foi graças a Dubset, uma organização criada visando criar forma de monetização para DJs e artistas, um belo exemplo de agrupamento pelo bem comum, que pode inspirar os DJs e produtores brasileiros que precisam se ligar no lado mais business da música (até para o próprio bem!), expansão e fortificação do mercado, essencial para toda cena,  mas que por aqui é “esquecida” ou posta de lado em detrimento, colocando em xeque a continuidade de um processo de amadurecimento e profissionalização.

Atenção! Ser DJ e produtor musical tem duas opções: os “hobbystas” (que também movimentam o mercado) e por vezes audiófilos que se transformam em fãs ou mesmo aspirantes a profissionais, e os “profissionais” que focam na capacidade de criar carreiras e um mercado rentável (leia-se sustentável, ninguém vive de “ar”).

Essa é uma diferença, ainda, gritante, da nossa cena para a que acontece pelo mundo, mas o cenário pode mudar num sistema de maturação que vem ocorrendo mesmo em outros filões do nosso mercado (vide a profissionalização dos eventos e seus  empresários/produtores).

spotify_phone

www.spotify.com

by Gonçalo Vinha

Print Friendly, PDF & Email

Comente