Soundcloud pronuncia-se oficialmente

DJ SOUND

Soundcloud pronuncia-se oficialmente

Sem maiores alardes, a “novela” do SoundCloud esta em nosso radar desde 2016, vide os artigos publicados ao longo dos meses e que podem ser acessados na pesquisa em nossa home (www.djsound.com.br).

Na semana passada com demissões de funcionários e fechamentos de escritórios os diretores-presidentes (Alexander Ljung e Eric Wahlforss), dissiparam os boatos garantindo que foi apenas um ajuste como em qualquer empresa como diz o post de Alexander Ljung .(https://blog.soundcloud.com/2017/07/06/note-alex-ljung/), publicado em 06 de julho, onde ficam confirmadas as operações, agora em apenas dois escritórios, Berlim (principal, e sede da empresa), e Nova Iorque, demais como o de Londres foram fechados.

Os maiores rumores dentro do mercado fonográfico apontam caminhos “antigos” como à venda de parte ou total da companhia para as grandes gravadoras como Universal Music (que já detém acordos como o poder apagar músicas, tais como bootlegs, remixes e mashups (não autorizados!), de artistas do seu casting postadas por qualquer usuário), e a Sony Music que se juntou pouco tempo depois em longas conversas com o mesmo objetivo.

No interesse destas majors que dominam boa parte dos catálogos de artistas pela plataforma SoundCloud, a Sony movimentou-se nos últimos dias para dar uma guinada no negócio, e querer resolver de forma definitiva o “impasse”.

No entanto Alex Ljung ainda refuta através de comunicado oficial (no próprio SoundCloud: https://blog.soundcloud.com/author/alex/), nesta sexta-feira (14/07), intitulado “O SoundCloud está aqui para ficar”, ele afirma que o caminho para a plataforma é seguir independente (sem investimentos de terceiros ou novos sócios), e que vai continuar a crescer e não haverá fim do negócio.

Alexander e Eric

Leia o comunicado na íntegra:
“… O SoundCloud está aqui para ficar.

Olá, todos,

Há uma quantidade insana de ruído sobre o SoundCloud no mundo agora.

E é só isso, o barulho.

A música que você ama no SoundCloud não está indo, a música que você compartilhou ou carregou não está indo embora, porque o SoundCloud não está indo embora.

Não em 50 dias, nem em 80 dias ou em qualquer momento no futuro previsível.

Sua música é segura.

Juntamente com cada um de vocês, nós construímos essa incrível comunidade criativa de artistas, podcasters, DJs, produtores e muito mais, que são a força motriz para impulsionar a cultura no mundo. Isso não vai mudar.

Na semana passada, tivemos que tomar algumas decisões difíceis para libertar alguns de nossos funcionários, mas fizemos isso para garantir que o SoundCloud permaneça uma empresa forte e independente.

Obrigado pelo derramamento de amor e apoio.

Alguns de vocês já perguntaram como você pode ajudar – espalhe a palavra que não vamos a lugar nenhum e continue fazendo o que você está fazendo – criando, ouvindo, fazendo o upload, compartilhando, gostando e descobrindo o que há de novo, agora e depois na música.

O SoundCloud está aqui para ficar. Paz, Alex.

O Soundcloud foi fundado em agosto de 2007 (na Suécia), com seu escritório principal em Berlim, sendo o celeiro de vários nomes da música mundial, de beginners a nomes do mainstream de todos os estilos, e é uma das plataformas musicais mais revolucionárias de todos os tempos e inspirou modelos de negócio como Deezer (na era pós Napster), e os gigantes atuais iTUNES e Spotify.

Agora é esperar que o décimo aniversário da plataforma traga boas notícias tanto para os seus donos que as pregam e para os usuários, que até encontraram algum alento e segurança nos comunicados acima tirando a fumaça que surge com boatos generalizados.

Alexander e Eric

by Gonçalo Vinha

Print Friendly

Comente