Programação semanal Red Bull Station – Exposições, palestra e Sófálá

DJ SOUND

Programação semanal Red Bull Station – Exposições, palestra e Sófálá

SÓFÁLÁ
Programa mensal que alterna torneios de slam (poesia falada) e batalhas de MCs.
18 de fevereiro, sábado, 17h – 19h

Slam de poesia + batalha de MCs + pocket show + lançamento de livros
Na primeira edição do ano, o Slam de Poesia e a Batalha de MCs vêm juntos novamente.

Do lado do slam, tocam os DJs Pê e Fernandinho Black.

Já nas batalhas de rima, quem comanda os toca-discos é o DJ Gilmar (SNJ). O pocket show da tarde fica a cargo da dupla As Lavadeiras.

No dia, haverá ainda lançamento dos livros “Vendo Pó…esia” e “Pode Pá que é 10”, do escritor e educador Rodrigo Ciríaco.
>> 100 pessoas | Local: Auditório
Sobre DJ Pê:
DJ Pê, na verdade Felipe da Silva Santos, desde cedo gostava de entreter o público através da musica.

Mas foi aos 21 anos de idade que encontrou o que realmente gostava: Um bom par de toca discos e um fone de ouvido.

A partir de então se inscreveu em um curso de DJ ministrado por DJ Erry G (Zulu Nation), se especializou na área Musical e suas vertentes como RAP, SOUL e o FUNK, e passou a tocar nas mais conceituadas festas do bairro onde morava.
Não se contendo em apenas tocar e entreter o publico, aos 24 anos de idade começou a ministrar oficinas de DJs gratuitas na região onde morava e passou a ampliar a musicalidade, dando assim a oportunidade para outras pessoas de adquirir as técnicas e a arte dos toca discos.

Hoje em dia, é influenciado pelos movimentos Culturais atuantes na zona leste de São Paulo. Fundou a Equipe Line Master composta por 5 integrantes DJs, que realiza eventos culturais voltada a comunidade do Bairro de Ermelino Matarazzo.

Gosta de buscar novos desafios e incrementa os seus sets com muita criatividade, tudo em função do público, gerando sempre uma bela festa.

Sobre DJ Fernandinho Black:
Com pouco mais de 7 anos de carreira DJ Fernandinho Black vem conquistando seu espaço no cenário da música Black, tocando em grandes eventos baseado nos bailes dos anos 80 e 90 com muita energia e alegria, com Sets de bom gosto sempre fazendo com que suas apresentações sejam marcantes.

A inspiração de Fernandinho Black veio de seu pai, Jorge, DJ dos anos 80 que organizava bailes de samba-rock e nostalgia nas periferias de SP Junto ao seu grupo, Equipe NAY.

DJ Fernandinho Black faz parte da equipe Line Master, que organiza eventos culturais na região de Ermelino Matarazzo. Ele também toca em bailes de nostalgia e realiza eventos particulares para aprimorar seus conhecimentos musicais.

Sobre As Lavadeiras:
As Lavadeiras é um grupo que surgiu a partir da oficina de MC’s realizada pela Casa do Hip Hop de Mogi das Cruzes no ano de 2014.

É um grupo de rap que tem como proposta unir a linguagem do Rap com a cultura popular brasileira de raiz, dessa forma, um grupo também de pesquisa das manifestações culturais.

O grupo tem como inspiração o universo feminino e o cotidiano da mulher em sua totalidade, como forma de se contar histórias que normalmente não têm espaço dentro do Rap.

Uma poesia que versa o cotidiano da rua com a leveza das influências populares.

Além das batidas eletrônicas feitas pelo DJ Nandes Castro, o grupo também agrega elementos de percussão como alfaia, tarol, agbê, caxixi, pandeiro, tambor onça, conga, ganzá e diversos outros instrumentos característicos dos ritmos populares de raiz tais como samba de coco, samba partido alto e de exaltação, ciranda, boi e o cacuriá.

Sobre Rodrigo Ciríaco:
Rodrigo Ciríaco é educador e escritor, autor dos livros “Te pego lá fora”, “100 mágoas” e “Vendo Pó…esia”.

Formado em História pela USP – Universidade de São Paulo, participa há mais de 10 anos do movimento de saraus da periferia. É idealizador do projeto “Mesquiteiros” que desde 2006 desenvolve ações de incentivo a leitura, produção escrita e difusão literária em escolas públicas de São Paulo.

Foi autor convidado do Salão do Livro de Paris (2015 e 2013), FELIV – Festival do Livro e Literatura Infanto-Juvenil da Argelia (2014), 40º Feira Internacional do Livro de Buenos Aires (2014), FLIP – Festa Literária Internacional de Paraty (2016 e 2011), entre outros.

PALESTRA
Encontros para o debate polifônico de assuntos relacionados a arte, criação e cultura.
07 DE FEVEREIRO // 20H
CONCILIÁBULO SONORO, COM BENJAMIN TAUBKIN E MAURÍCIO PEREIRA – Nesta palestra, dois músicos com extenso e diversificado percurso tanto na cena estabelecida quanto na independente repassam a sua trajetória e comentam o cenário atual da música.

>> 100 pessoas | Local: Auditório

Sobre Benjamin Taubkin e Maurício Pereira:
O pianista Benjamim Taubkin vem, há vinte anos, atuando em projetos como a Orquestra Popular de Câmara, o conjunto de choro Moderna Tradição, o grupo de música tradicional Abaçaí, o quarteto de jazz Trio + 1 e o Coletivo América Contemporânea. Já Maurício Pereira é compositor, cantor, saxofonista e produtor com seis álbuns solo lançados, além de colaborações com artistas como Ná Ozzetti, Juçara Marçal, Tulipa Ruiz e Siba.

Serviço Red Bull Station:
Endereço: Praça da Bandeira, 137 – Centro
Quando: terça-feira, 7 de fevereiro
Horário: 20h
Acessibilidade
Toda a programação do Red Bull Station é gratuita
EXPOSIÇÕES
“Aceita?”, por Moisés Patrício
Em cartaz até 4 de março

Nesta série fotográfica com mais de setecentas imagens, o paulistano Moisés Patrício questiona, a partir de sua própria experiência enquanto artista negro, o racismo e a intolerância religiosa cotidianos, fotografando-se enquanto segura objetos encontrados em ambientes que frequenta.
> Local: Galeria Principal

Sobre Moisés Patrício
Moisés Patrício é artista visual e arte-educador. Trabalha com fotografia, vídeo, performance, rituais e instalação. Participou da mostra “A Nova Mão Afro Brasileira”, no Museu Afro Brasil (2014), e é membro fundador do Coletivo DS-(Dialéticas Sensoriais), que realiza ações nas periferias de Santo André e São Paulo.

“Construção de Valores”, por André Komatsu
Em cartaz até 4 de março
A instalação, proposta pelo artista paulistano André Komatsu, agrupa cópias de verbetes e fotografias em pilhas temáticas ao passo em que posiciona ventiladores industriais frente a cada bloco de papéis. A ideia é reorganizar cada folha de maneira horizontal, desestabilizando a construção.
>> Local: Galeria Transitória

Sobre André Komatsu
O trabalho de André Komatsu explora a ideia das ruínas e da desconstrução para construir uma crítica política e social. O artista já expôs na Bienal Internacional de Veneza, na Cidade do México, Bogotá, Madri, Eslovênia. No Brasil, em 2015 expôs no Parque Lage, no Rio.
Serviço Red Bull Station:
Endereço: Praça da Bandeira, 137 – Centro
Horário de funcionamento: De terça a sexta, das 11h às 20h // Sábado das 11h às 19h
Acessibilidade
Toda a programação do Red Bull Station é gratuita

Print Friendly, PDF & Email

Comente