Peter Hook processa New Order em tribunal da Inglaterra

DJ SOUND

Peter Hook processa New Order em tribunal da Inglaterra

Peter Hook, ex-baixista, do grupo TechnoPop New Order abriu um processo no final de 2015 contra seus amigos (ou-ex), Bernard Sumner, Stephen Morris e Gillian Gilbert numa batalha por royalties.

A briga gira em torno da acusação de Peter Hook dos integrantes da banda roubarem o catálogo do New Order quando estes montaram uma empresa (no ano de 2011) para cuidar das finanças e dos interesses deles, e não incluíram Hook na empresa.

As perdas alegadas por Hook chegam a mais de £ 2,3 milhões (algo em torno de US$ 3,5 milhões).

No entanto, os New Order dizem ter dado a Hook uma participação de royalties.

(Hook recebe 1,25% da renda do New Order, mas acredita ter direito a pelo menos 12,5%.), inclusive dos shows atuais, pelo uso da marca da banda.

O caso foi parar no tribunal da Inglaterra e o advogado do New Order acusa Peter Hook (que hoje segue carreira solo, como DJ, e também com banda o nome de Peter Hook & The Lights; incluindo uma série de show tributos ao Joy Division), de “obstruir” o sucesso, ou até mesmo retornar a banda.

O guitarrista do New Order, Phil Cunningham disse: “Peter está furioso com alguma coisa, mas não acho que ninguém esteja roubando coisa alguma de ninguém. As músicas são deles todos (Hook, Sumner, Morris e Gilbert). Mas, enfim. Acho que se você perguntar aos fãs se eles preferem New Order sem Peter Hook ou New Order nenhum a resposta é meio fácil.”

Em comunicado para imprensa, no lançamento do último álbum (o primeiro sem Peter Hook) o New Order disse:

“Estamos seguindo a nossa vida e nos concentrando nas turnês e na promoção do novo álbum”.

Peter Hook

Peter Hook

A troca de acusações prossegue nos bastidores entristecendo os fãs da banda que ajudou a moldar e a embalar as pistas de dança (leia mais: http://www.djsound.com.br/morte-de-ian-curtis-fez-nascer-o-new-order-e-redefiniu-a-dance-music/)

As primeiras seções do caso ocorreram no início de 2016, e buscam um acordo amigável entre os integrantes, antes de chegar na suprema corte (algo como o STF – Supremo Tribunal Federal brasileiro), o que vai acontecer nos próximos dois meses.

Tanto Hook como New Order prosseguem suas agendas de shows, enquanto os juízes britânicos decidem quem está com razão.

by Lucas Mazzon

Print Friendly

Comente