Pet Shop Boys fez show nesta terça em SP após gigantismo do Rock In Rio

DJ SOUND

Pet Shop Boys fez show nesta terça em SP após gigantismo do Rock In Rio

Depois de passaram por diversos países com o novo tour batizado de “Super”, o Pet Shop Boys chegou ao Brasil para cumprir a maior agenda de shows da sua carreira em nosso território.

Encarar a plateia (de 100 mil pessoas), no palco principal no primeiro dia do festival Rock In Rio (na última sexta 15/09), foi fácil para eles embora o público (muito desavisado, mesmo entre os fãs mais antigos), não entenderam muito bem a proposta musical ultra dançante e bem mais eletrônica dos últimos dois álbuns “Electric” – de 2013, contendo hits como:

“Axis” –

e “Super” de 2016, com as poderosas “The Pop Kids” –

e “Inner Sanctum” –

ambos produzidos pelo Midas Stuart Price.

O show engrenou para valer quase 30 minutos depois quando começou a sequência de hits (entre eles: “West End Girls”, “It´s A Sin”, “Left To My On Devices”, “Go West”, …), que fizeram a carreira de três décadas do Pet Shop Boys ser uma das mais bem sucedidas da música britânica e mundial.

Neil Tennant, Pet Shop Boys no Rock In Rio 2017

No Rock In Rio eles terminaram o show com um bis sensacional contendo “Domino Dancing” e “Always On My Mind”.

O festival em solo carioca tornou-se um grande bailão do Pet Shop Boys, com um P.A. forte (alô! alô! Gabisom obrigado pelo grave “cura pedra de rins ), digno de dance floor!

Pet Shop Boys

Pet Shop Boys percorreu diversos festivais da Europa neste verão com plateias superiores a 80 mil pessoas como a realizada no Bestival festival (em 10/09), que encerrou a participação deles na temporada de festivais europeus de 2017.

Os hits foram todos revitalizados com roupagens timbrais atuais, no palco pela primeira vez há suporte de outros músicos no comando dos sintetizadores e drum pads, os capacetes estilosos são outro ponto alto desta “Super Tour”, aliados aos efeitos visuais assinados pelo VJ Henry Scott especialmente para a tour.

Pet Shop Boys

Ao contrário de bandas como New Order (que também deu sua contribuição a House Music graças às batidas do single “Blue Monday”), e do Depeche Mode (que acabou tornando-se a maior banda de Electro Rock do mundo com louvor!), e sem a chatice (brega e melosa dos últimos álbum) que o Erasure nos proporciona, o Pet Shop Boys não cultivou a áurea Dark pós-Punk do DNA de bandas como o Joy Division que descobriram nos sintetizadores uma forma de expressar sua música e porque não palavras em suas letras.

Pet Shop Boys foi o contraponto pondo até Kraftwerk, Disco Music, House, Techno, Electro e mais beats num liquidificador popficado para as massas o seu jeito de ser atigindo sucesso rapidamente.
Pet Shop Boys sempre foi mais alegre, por vezes introspectivo nos sons e nas suas letras com contextos super atuais para estes dias (e quem sabe o futuro), fizeram uso da tecnologia do sampler (o tal Roland DJ-70 e uma barreira de Akai´s), e pregaram e até ajudaram a expandir a DJ Culture (eternizada até numa música homônima), mundo afora, graças aos sons que criaram e aos vários singles e remixes que explodiram em várias pistas.

É um exemplo de pegar o melhor dos estilos dançantes e produzindo uma peça única com a sigla PSB, montando um dos melhores puzzles musicais de todos os tempos.

Pet Shop Boys com Pete Tong em Ibiza, Espanha

Sem falar na MTV onde a cada videoclipe surpreendiam com suas produções ousadas e caríssimas, mas que a gravadora fazia questão de investir pelo retorno que a dupla tinha e ainda tem.

O visual das capas dos discos, fotos promocionais e das produções dos shows os tornou icônicos, os elevando para uma categoria de artistas além da música como outros poucos até hoje.

Atualmente o Pet Shop Boys esta no selo alemão K7 (lar de nomes como Krueder & Dorfmeister), distribuído mundialmente pela Sony, depois que a Warner Music Group comprou o selo Parlophone da EMI, numa venda promovida pela Universal Music Group.

Um novo álbum não deve vir antes de 2019, como paliativo a dupla relançou “Yes & Elysium” primeiramente no iTunes e agora também nas outras plataformas de streaming.

Confira nosso especial do Pet Shop Boys que fizemos ao longo dos últimos dois meses como esquenta para este tour no: http://www.djsound.com.br/?s=pet+shop+boys

O show de São Paulo nesta terça 19/09 (ingressos à venda pelo link: https://www.ingressorapido.com.br/compra/?id=58041#!/tickets), promovido pela Mercury Concerts, é obrigatório para os fãs incondicionais e para os novatos (sejam clubbers ou não!), que vão participar da experiência audiovisual do show promovido pelo Pet Shop Boys.

O lance é ferver e aproveitar as quase duas horas de show.

Ferveção durante a semana tornou—se coisa rara na capital paulista nos últimos dez anos, então é para se jogar mesmo!

Serviço:
SÃO PAULO
Data: 19/09/2017 (terça-feira)
Local: Espaço das Américas
Endereço: Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda
Horário do show: 22h
Abertura da casa: 19h30
Classificação Etária: 18 anos. Menores de 18 anos podem entrar acompanhados dos pais ou responsável maior de idade.

Ponto de venda sem taxa de conveniência:
A partir do dia 26 de Maio (sexta-feira) nas bilheterias da Espaço das Américas a partir das 13h00

Pontos de vendas sujeitos às taxas de conveniência: www.ingressorapido.com.br
Os ingressos podem ser parcelados em até 10X no cartão de crédito.

Ingressos
Setor Inteira Meia-Entrada
Pista Premium R$440,00 R$220,00
Pista R$240,00 R$120,00
Mezanino R$450,00 R$225,00

Veja como foi apresentação dos Pet Shop Boys no festival Rock In Rio 2017:

“Burn”

“Opportunities”

“It´s A Sin”

by Editoria Gonçalo Vinha

Print Friendly, PDF & Email

Comente