OUÇA AGORA “CLAREVILLE GROVE DEMOS”, NOVO PROJETO DE DAVID BOWIE

DJ SOUND

OUÇA AGORA “CLAREVILLE GROVE DEMOS”, NOVO PROJETO DE DAVID BOWIE

2019 marca os 50 anos do primeiro hit de David Bowie, “Space Oddity”, e, depois do recente lançamento digital “Spying Through A Keyhole”, divulgado na última semana, chega hoje, em todas as plataformas digitais, mais um álbum, “Clareville Grove Demos”, com seis demos caseiras do artista.

O projeto inclui quatro gravações inéditas, que documentam os primeiros estágios da jornada e desenvolvimento de David como artista e compositor.

Rádio DJ Sound Spotify:


Gravado em janeiro de 1969, no apartamento de David em Clareville Grove, Londres, o álbum apresenta ainda um dueto com John “Hutch” Hutchinson, gravado após o fim do trio Feathers, o qual tinha como uma das integrantes a namorada de David na época, Hermione Farthingale.

A foto da capa é do então empresário de David, Ken Pitt, e foi tirada no apartamento de Clareville Grove, espaço que o artista dividia com Hermione. Na época, David estava filmando “The Virgin Soldiers”, por isso, está de cabelos curtos, lembrando a aparência da “era de Berlim”, que aconteceu 10 anos depois.

Confira o breve faixa a faixa de “Clareville Grove Demos”:
Single 1 – “Space Oddity”:

Agora apresentando as letras finais, esta versão da demo apareceu pela primeira vez no longo lançamento do “Space Oddity 40th Anniversary” e antecede a gravação do Morgan Studios e que apareceu no filme “Love You Till Tuesday”.

Single 2 – “Lover To The Dawn”:
Esta música, feita para uma ex-amante, acabaria por se transformar no “Cygnet Committee”, gravado para o álbum de David Bowie, também conhecido como “Space Oddity”, no final do mesmo ano.

Single 3 – “Ching-a-Ling”:
Anteriormente, gravado em outubro de 1968, pelo trio Turquoise com David, Hermione e Tony Hill (que se tornou Feathers quando Hutch substituiu Hill). David e Hutch continuaram a cantar a música como um dueto após a saída de Hermione.

Single 4 – “An Occasional Dream”:
Com letra ligeiramente diferente da do álbum, esta demo também apareceu pela primeira vez no lançamento do “Space Oddity 40th Anniversary”.

Single 5 – “Let Me Sleep Beside You”:
Uma versão de estúdio foi gravada pela primeira vez em setembro de 1967, mas permaneceu inédita até o álbum “The World of David Bowie”, em 1970. A música foi gravada em outubro de 1969 e foi uma das apostas de David, que a gravou mais uma vez para o inédito álbum “Toy”, de 30 anos depois.

Single 6 – “Life Is A Circus”:
Um cover obscuro de uma música escrita por Roger Bunn, gravado pelo quarteto vocal/ instrumental Djinn. Os vocais são no estilo Simon e Garfunkel por David e Hutch.

Músicos:
David Bowie – vocais, guitarra e Stylophone
John ‘Hutch’ Hutchinson – vocais e guitarra

“D.J. (REMIXES)” – DAVID BOWIE VS. BENNY BENASSI:

Nesta sexta-feira, dia 28 de junho, chega também a todas as plataformas digitais um compilado de remixes de Benny Benassi. “D.J. (Remixes)” reúne oito remixes diferente da faixa, sucesso de 1979. “D.J.”, originalmente remixada e tocada pelo DJ e produtor italiano Benny Benassi desde 2008, ganhava as ruas sem a chancela de Bowie. Rapidamente, a versão se tornou uma das grandes favoritas do público que acompanha o DJ. No ano em que faixa “D.J.” celebrava 30 anos de lançamento, em 2009, um lançamento digital oficial, por meio da Positiva, chegou às plataformas de streaming, agora, com remixes adicionais, num compilado dedicado especialmente à música de Bowie.
Confira o tracklist completo de “D.J. (Remixes)”:

D.J. (Radio Edit)
D.J. (Original Vocal Mix)
D.J. (Planet Funk Remix)
D.J. (Mobbing Remix)
D.J. (Alex Gopher Remix)
D.J. (eSQUIRE Remix)
D.J. (Alex Gaudino & Jason Rooney Remix)
D.J. (Rivaz Funk Remix)

 

Print Friendly, PDF & Email

Comente