Missaka, a “Japa do Funk”, conta como produziu seu primeiro clipe

DJ SOUND

Missaka, a “Japa do Funk”, conta como produziu seu primeiro clipe

Missaka, a “Japa do Funk”, mostrou o lado verdadeiro da rotina de muitos músicos espalhados pelo Brasil ao revelar que produziu seu primeiro clipe sem quase nenhuma verba.

Missaka explica que precisou da ajuda de amigos para o clipe “Tá Me Querendo” sair do papel.

“Como foi meu primeiro clipe, o que eu mais fiquei admirada foi que todos acataram uma ideia, todos meus amigos participaram e quiseram me apoiar.

Eu não tinha verba nenhuma e todo mundo ali foi de coração e para me ajudar mesmo. Alguns por troca de portfólio, principalmente o diretor e o Maurício, que foi o produtor executivo, e o Leandro, que foi o editor. Sem falar no elenco, bailarinos, figurinista, maquiador… Eles participaram mesmo por acreditarem no meu trabalho. Fiquei super feliz em ver como as pessoas acreditaram e deu um resultado super positivo. Foi tudo muito corrido, mas o que deu para fazer com a pouca verba que tinha”, exalta Missaka.

“O clipe e o que eles fizeram reflete a minha personalidade. Hoje em dia você tem que ser uma mulher que faz de tudo um pouco.

Tem que ser a empresária, a dona de casa, a que canta, a que dança, a que chama todo mundo, a que dá a ideia da história, a que faz marketing…

Reflete um pouco do que eles pegaram da minha alma para representar no clipe.

Eu sou atriz, cantora, bailarina, já dei aula de canto, de interpretação…

Foi eu no sentido de representar todas as mulheres. Na brincadeirinha da história.

E ainda tem a parte do romantismo, que eles pegaram a minha alma para tentar reproduzir em uma história de amor”, completa a “Japa do Funk”.

MIssaka

Missaka

Missaka também detalha o roteiro do clipe. ”

Tá Me Querendo foi feito juntamente com o Estúdio Tocha, que é do meu amigo diretor Hudson Senna, que é inclusive professor da escola Wolf Maya de atores.

A gente decidiu fazer um clipe para contar sobre uma mulher que é versátil, poderosa e que faz um monte de coisa durante o dia.

O clipe começa com ela sendo uma executiva super sedutora que acaba seduzindo todos na palestra.

A letra diz como a mulher é capaz de seduzir e depois rola uma historinha de amor entre ela e o fotógrafo.

Na verdade tem vários pretendentes.

No começo é um carinha que fica afim dela, depois o fotógrafo e no fim ela acaba não ficando com ninguém porque é uma mulher que está solta na vida (risos)”.

“Queríamos focar na versatilidade de uma mulher e não só na atitude dela, mas em termos de figurino.

No começo, a ideia era fazer várias japas com todas cantando e assim ninguém saberia quem era eu (risos).

Mas depois acabamos com a ideia porque não achamos as japas e aí ficou sendo eu mesma fazendo todas as mulheres”, conclui Missaka.

O clipe “Tá Me Querendo” está no canal de Missaka no Youtube

Print Friendly, PDF & Email

Comente