Lenx & Denx, dupla voa alto e conquista contrato com Spinnin Rec

DJ SOUND

Lenx & Denx, dupla voa alto e conquista contrato com Spinnin Rec

A música eletrônica no Brasil vem embutindo nomes, mesmo de forma homeopática, no cenário internacional com resultados empreendedores e conquistas vitoriosas, a exemplo de pioneiros como Marky, Patife, Cansei de Ser Sexy, Gui Boratto, que se tornaram embaixadores da nossa cena mundo afora.

Esses são frutos das novas tecnologias e também do empenho de cabeças pensantes e o mínimo de organização, peça chave num segmento que profissionaliza aspirantes e novatos.

A dupla paulista Lenx & Denx é a mais nova pródiga (formada em 2013), no Brasil e conquista seu espaço gradativamente, podemos até falar em passos largos, ao compararmos o, ainda, curto período de carreira com as conquistas feitas, onde o amor pela música prevalece.

Com uma certa estrutura os degraus vão sendo vencidos, e os sorrisos explodem nas apresentações e a cada canetada em contratos com gravadoras de peso mundiais como a holandesa Spinnin Records.

Os DJs e produtores falaram com a DJ Sound direto do seu estúdio em São Paulo que vamos invadir em mais oportunidades.

Lenx & Denx

Lenx & Denx

Vocês são um projeto muito novo no mercado, qual é o passado musical de vocês?

Lenx: Eu tinha uma banda de rock, era guitarrista (in)felizmente ela.

Não deu muito certo, depois disso conheci a musica eletrônica e me apaixonei.

Denx: Sempre fui muito influenciado pela música em minha casa.

Desde muito novo comecei a aprender teclado, saxofone, violão e outros instrumentos.

Como é levar a vida de artistas em paralelo aos estudos?

Por enquanto dá para levar até que tranquilo… mas cada vez está sendo mais difícil com os shows pelo Brasil aumentando e o tempo, que utilizamos para fazer nossas músicas.

Quando o hobby de tocar tornou-se coisa séria para vocês?

Sempre gostamos muito de musica e queríamos trabalhar com algo relacionado a isso, um dia decidimos trabalhar com que amávamos e que ser DJ e produtor musical era o que nos queríamos para nossa vida.

Hoje nesse mercado competitivo que é o mundo dos DJs quando foi que começou o planejamento e estratégia de trabalho?

Quando começamos com a dupla não fazíamos a menor ideia de como funcionava o mercado, foi quando conhecemos o Daniel Campos (nosso empresário) foi ai que começamos a encarar diferente, com planejamento e como trabalho mesmo.

A rotina é diária com reuniões, entrevistas e muito ensaio, além é claro da produção das músicas.

Como é estar dentro de uma das maiores empresas de bookings do Brasil, a Plus Talent?

Isso foi algo que abriu muitas portas, surgiram grandes oportunidades, temos um suporte e uma confiança deles em nosso trabalho. Ter agência que confia e acredita no seu futuro é essencial.

Vocês tocam em dupla, o setlist é escolhido previamente pelos dois. Como funciona a química de trabalho entre vocês?

Nossos gostos musicas são muito parecidos.

Na hora de fazer o setlist e quando estamos trabalhando juntos no estúdio nossas ideias “batem”.

Lenx & Denx

Lenx & Denx

Quando e porque decidiram começar a produzir as músicas autorais?

Lenx: Desde o começo já nos preocupávamos com isso, eu já tinha algum

conhecimento em produção antes de conhecer o Denx.

Ensinei a ele o que eu já sabia e depois fomos aprendendo juntos.

Acabamos conhecendo também o Ramilson Maia que nos deu dicas preciosas e é mestre na arte.

Fizeram cursos de produção? Se sim, quais?

Lenx: Costumava assistir muitos “tutoriais” na internet e até mesmo inscrevi-me para uns cursos online, da para aprender bastante com isso.

Tivemos ajuda de alguns produtores no começo, mas o que fazemos mesmo é se dedicar e descobrir novas tecnologias.

 Qual o caminho que fizeram para assinar com labels renomados como a Spinnin?

Lenx: A nossa musica “Fiesta”, demorou a sair, ela teve varias versões muito diferentes do resultado final.

Nosso foco na época era a Spinnin e eles rejeitaram a musica varias vezes até que finalmente acertamos no estilo que eles queriam!

Tiveram medo em algum momento de rejeição por parte de outros profissionais do mercado?

Ainda tem muito preconceito porque somos novos e às vezes acabam subestimando nosso trabalho, mas nunca foi algo que tivéssemos “medo”.

Devagar vamos quebrando isso. Sim somos novos e temos muito a aprender, mas queremos é enfrentar os desafios.

Alguma coisa lhes chateia no segmento de música eletrônica nacional?

A musica eletrônica nacional parece estar muito dividida.

Um falando mal do estilo musical do outro e por ai vai.

Essa coisa de estilos diferentes não andarem juntos sempre existiu e sempre vai existir.

Não gostamos de rótulos, gostamos de música.

 Qual é a parte mais desgastante e a mais prazerosa da carreira como produtor musical?

Depois de ficarmos horas no estúdio pensando em novas ideias, gravando melodias e mudando os sons dos instrumentos, não há nada mais prazeroso do que depois de todo esse trabalho, ouvir e ver que conseguimos fazer algo f…!

O problema e quando ouvimos e percebemos que foi tudo uma perda de tempo…

Ai acaba sendo bem desgastante.

 Quais os equipamentos usados nas suas produções? Tem algum favorito que vocês usam em muitas das músicas?

Temos em nosso estúdio uma controladora M-Audio, uma placa de som Scarlett, microfones AKG e alguns instrumentos.

O programa que utilizamos no momento é o Logic Pro X, dentro dele há vários instrumentos virtuais nossos favoritos são sem dúvida o Serum e o Massive.

Apple-Logic-Pro-X-6_a

Lenx & Denx

Lenx & Denx

Na opinião de vocês um setup de estúdio deve envolver somente softwares ou hardwares?

Sem duvida os dois.

E claro que não e necessário hardwares para se fazer uma boa musica já que hoje em dia tudo pode ser feito apenas com um computador, mas sem duvida eles facilitam muito o trabalho.

Usar instrumentos também da mais alma a música, a energia é outra.

Com as músicas que criaram imaginaram de alguma forma que elas seriam lançadas por selos?

Começamos a fazer música sem pensar muito disso.

Não entediamos muito como era esse mercado, mas logo vimos que podíamos tentar algo.

Começamos a enviar nossa tracks, muitas ainda bem cruas, mas com o tempo fomos acertando e conseguimos assinar nossa primeira.

 Quando teremos oportunidade de ouvir um álbum autoral completo?

Temos falado sobre isso. Todo produtor devia lançar um álbum completo

em algum momento da carreira. Vai chegar a hora.

Acredita num som eletrônico com alguma cara brasileira, assim como os alemães impuseram estilos como o Minimal e Techouse pelo mundo afora?

A música eletrônica talvez seja a mais universal de todas.

Não achamos que vamos ter um estilo genuinamente brasileiro, mas abrindo a mente um pouco podemos dizer que o “Funk carioca” (Funk N Rio),  já é uma delas, não é mesmo?

Qual é o hobby de vocês?

Música, música, música às vezes fazemos outras coisas mas hoje nosso tempo é música.

Alguma obstinação?

Nosso ideal é de levar a música a todo canto e deixar as pessoas felizes.

Algum sonho que gostariam de realizar na música?

Nosso sonho sempre foi sermos reconhecidos pelo nosso trabalho.

Cair na estrada e girar o mundo tocando.

O que almejam agora e para o futuro da sua carreira?

Estamos trabalhando duro para ganhar nosso reconhecimento no cenário nacional e nosso objetivo e levar isso a nível internacional.

Tem algum ritual ou mania que realizam antes ou durante cada apresentação?

Ritual não tem, mas procuramos relaxar o máximo antes de subir no palco.

Como vocês se definem como pessoas e profissionais?

Nos consideramos pessoas muito alegres e que gostam de uma “zueira” as vezes ficamos muito estressados um com o outro por motivos bobos, mas sabemos a hora de ser sérios quando o assunto é trabalho.

Lenx & Denx

Lenx & Denx

Quanto tempo se imagina dentro do mercado de música eletrônica? É algo que prospectaram para seguir como carreira de longa duração?

Sem duvida, não nos vemos fazendo outra coisa.

Queremos construir uma carreira sólida.

Quais as dicas que você pode dar para aqueles que desejam entram na profissão para valer como você entrou?

Primeiro de tudo procure ter algum conhecimento sobre música, aprenda a tocar alguns instrumentos não precisar ser um mestre em teoria musical, mas isso e algo extremamente importante se você quer ser produtor, e saiba que nem todos vão gostar do que você faz.

Qual o pior lugar em que tocaram até hoje?

É difícil dizer, passamos por lugares muito legais e sempre fomosmuito bem tratados.

Tocamos em uma cidade do interior de São Paulo em que o DJ residente estava tão louco que quando terminamos nosso set ele armou a maior confusão só para roubar nosso pen drive.

Achamos melhor deixar para ele né era só ter pedido, mas ele estava fora de sí.

Qual foi melhor lugar que tocou até hoje?

Tomorrowland Brasil sem duvida

Qual foi o primeiro disco comprado por cada um de vocês?

Denx: Daft Punk – “Technologic”

Lenx: Bob Marley – “Ganja Gun”

Qual a resposta de vocês para tudo?

Nunca desistam de seus sonhos, um dia vocês irão chegar lá.

Uma mensagem para os seus fãs?

Mandem mensagem e continuem comentando nas nossas redes sociais!

Lemos tudo com muito carinho e adoramos saber oque vocês acham do nosso trabalho.

Vocês são demais é nos ajudam muito a continuar-nos esforçando.

Quais são os planos agora e os futuros?

Transmitir o nosso som para o mundo inteiro.

Onde se veem nos próximos dez anos?

Se tudo der certo nos vemos como músicos experientes e bem sucedidos com uma carreira sólida.

Um sonho?

Ganhar um Grammy. Podemos sonhar né?

Um arrependimento?

Não nos arrependemos de nada no momento, porque ate mesmo os piores erros nos ajudam a melhorar

Como se veem daqui a cinco anos dentro e fora da música?

Nem pensamos nisso na verdade.

Difícil dizer, pois estamos vivendo tão intensamente nossa carreira que não projetamos isso.

Se estivermos numa faculdade falaríamos que seriam nossas formaturas.

Deixa rolar né.

10 músicas do passado:

  1. Deadmau5 – “Strobe”
  2. Avicii – “Levels”
  3. Zedd – “Spectrum”
  4. Deadmau5 – “Ghost n Stuff”
  5. Swedish House Mafia – “One”
  6. Daft Punk – “One More Time”
  7. Martin Garrix – “Animals”
  8. Benny Benassi – “Satisfaction”
  9. David Guetta – “Titanium”
  10. Avicii – “Fade Into Darkness”

10 músicas atuais:

  1. Jauz x Ghastly- “Ghosts N’ Sharks (Original Mix)”
  2. Moby – Go ( hI-lO Remix)
  3. Lenx & Denx, Andy Bianchini – “Puzzles”
  4. Bali Bandits – “Toink”
  5. Pusher – “Clear” ft. Mothica (Shawn Wasabi Remix)
  6. Ookay- “Thief”
  7. Marcelo CIC – “Superfans”
  8. Destructo – “4 Real (Joyryde ‘Swurve’ Mix)
  9. DJ Snake – “Talk”
  10. Lenx & Denx, Rendo – “Keep Moving”

Links oficiais:

https://www.facebook.com/LenxnDenx

www.instagram.com/lenx_denx

https://www.youtube.com/user/LenxAndDenx

by Gonçalo Vinha

pics by Sérgio Caddah

 

Print Friendly, PDF & Email

Comente