Lançamento de álbum de Nato Medrado na Armada Music, ouça aqui! e entrevista exclusiva

DJ SOUND

Lançamento de álbum de Nato Medrado na Armada Music, ouça aqui! e entrevista exclusiva

Nato Medrado lançou mundialmente, no dia 16 de junho, o primeiro álbum de carreira, intitulado “Without Name”.

No Brasil, o lançamento fica por conta do Austro Music, selo de música eletrônica da Som Livre.

Nos outros países, a novidade sai pela Armada Music onde o DJ e produtor é o primeiro artista brasileiro a ter um álbum assinado pela gigante gravadora holandesa.

Com 14 faixas, o novo trabalho de Nato permeia por diferentes vertentes da música eletrônica como Techno, Dance, Progressive e Ambiente e retrata uma evolução constante de sua arte ao longo de quase uma década, marcada pelo sentimentalismo.

Um álbum elaborado à exaustão em seus detalhes, ao mesmo tempo em que é despretensioso com a perfeição sonora.

Não por acaso foi batizado com base em uma história “sem nome”, uma alusão à falta de rótulo ou momento em que foi criado.

Esse conceito também fica explícito na capa de “Without Name”, que traz referência às diversas faces do que o álbum tem a apresentar.

Nato Medrado, 16 DJ brasileiro lançado pela gravadora Armada Music, da Holanda

Para aquecer a chegada de “Without Name” ao mercado, cinco singles – “Chased”, “The Miror”, “Violet”, “Raining Again” e “Redemption”, respectivamente – chegaram antes às plataformas digitais de música (Spotify, Deezer, Napster, Tidal e iTunes).

A primeira faixa de trabalho é “Raining Again”, pois representa todas as faces da arte de Nato Medrado neste álbum; é voltada para a pista de dança, inspirada principalmente pela atmosfera progressiva, o que a deixa com movimento dinâmico e dando a sensação de calma e celeridade com seus contratempos de bateria.

A música que abre “Without Name” é “Memories” – canção que representa um novo começo, o inesperado; é atemporal onde hábitos se cruzam no passado e presente -, seguida de “Arauto” – que apresenta o estreito caminho requintado das harmonias e melodias e transita entre acordes suaves, arpejos marcantes e pads profundos – e “Illusory Man” – sombria e introspectiva, a canção pode ser tranquilamente relacionada à um bom thriller que nos faz envolver de forma inocente ou inconscientemente.

Depois vem “Chased” – claramente inspirada na trilha sonora do filme “Interstellar” de Christopher Nolan, a canção é uma viagem no espaço-tempo em diversos momentos de não rara emoção do álbum -, “Sweet Heart” – que chama atenção para uma grande influência do artista: as bandas de Rock dos anos 80 – e “Raining Again” – a sétima delas, que é a faixa de trabalho.

A segunda metade de “Without Name” destaca ainda uma sequência com “Small Room” – música que deixa o romantismo de lado e apresenta o lado sintetizado de Nato -, “The Minor”, a faixa mais progressiva do álbum, dividida entre percussões, baixo “grooveado” e arpejo – e “Kah” – moderna, percussiva e energética, com momentos altos e de intensidade.

Segue com “Violet” – que nos desperta a vontade de descobrir os detalhes por traz dessa junção de elementos e fusões de movimentos -, “Souless” – a que dá um respiro mas que ao mesmo tempo sufoca com sua sonoridade pesada e sombria – “Hypernova” – começa excepcionalmente despretensiosa e nos atrai para as influências do artista mostrando pura inspiração nos primeiros trabalhos de Deadmau5 -, “Primeira” – é como uma meta não alcançada, com um começo erudito e sentimental, onde o artista parece despejar todo seu sentimentalismo, frustação e mudança de humor em quase cinco minutos e meio de música – e finaliza com “Redemption”, que traz personalidade e é retratada com enorme habilidade.

“Without Name” – Nato Medrado :
Faixas: 14
Disponível nas plataformas digitais: Apple Music, Beatport, Deezer, Google Play, Napster, Tidal, entre outras.
1 – Memories (Original Mix)
2 – Arauto (Original Mix)
3 – Illusory Man (Original Mix)
4 – Chased (Original Mix)
5 – Sweet Heart (Original Mix)
6 – Raining Again (Original Mix)
7 – Small Room (Original Mix)
8 – The Minor (Original Mix)
9 – Kah (Original Mix)
10 – Violet (Original Mix)
11 – Soulless (Original Mix)
12 – Hypernova (Original Mix)
13 – Primeira (Original Mix)
14 – Redemption (Original Mix)

Nato Medrado

Entrevista exclusiva com Nato Medrado:

1. Nato Medrado – como foi a sua decisão de seguir a carreira de DJ e produtor musical? Como aconteceu essa escolha?

Olá, primeiramente gostaria de agradecer por essa entrevista para a DJ Sound.

A música está em meu DNA e faz parte de mim e da minha história.

É uma decisão que já estava tomada, porém chega um momento em que você precisa se profissionalizar, se dedicar a estudar o mercado e a música em si.

Esse momento está claro pra mim e aconteceu de forma natural, um passo de cada vez.

2. Nato Medrado – quais são as suas principais influências e tendências musicais desde o início de suas produções ?

As influências vão mudando ao longo do caminho, afinal são mais de 10 anos produzindo e compondo músicas.

Mas nunca escondi de ninguém que uma das minhas maiores inspirações é outro brasileiro, o paulista Gui Boratto.

É natural que as tendências mudem ao longo do tempo mas nunca segui um caminho em que perseguisse uma tendência, nos últimos cinco ou seis anos é possível notar um amadurecimento do meu som, mas sempre seguindo uma característica bem pessoal.

Estou focado sempre na criação da harmonia e melodia.

Uma música que tenha sentimento, posicionamento e a cima de tudo possa tocar as pessoas que às ouvem.

3. Nato Medrado – como aconteceu a chega à ARMADA MUSIC de Armim Van Buuren?

Um dos A&R deles entrou em contato comigo, estranhei, até achei que fosse algum spam (rsrs).

Em princípio ele tinha me descoberto e gostado do meu trabalho, após algumas trocas de e-mail decidi enviar algumas músicas.

Ele adorou e achou bem promissor e daí propôs de cara um álbum de estreia pela gravadora e é claro que eu topei.

Nato Medrado In The Mixes

4. Nato Medrado – como aconteceu a assinatura do contrato do 1º brasileiro com a Armada? Quem foi que te atendeu ? Você foi com a cara e a coragem ? Ou você teve os seus direcionamentos?

Foram meses de negociação e reuniões para chegarmos em um modelo que fosse interessante para ambas as partes.

Armada é uma gravadora com uma estrutura enorme com sede em Amsterdam e escritório em Nova York e posso dizer que falei com uma dezena de pessoas dos mais diversos cargos e departamentos.

Sobre minha carreira eu sempre tive excelentes pessoas e profissionais ao meu lado que me ajudaram e me ajudam a seguir com o direcionamento da minha carreira.

Em 2016 eu tive o suporte de Renato Patriarca e da Mariana Verzaro.

Atualmente estou trabalhando com o Mauricio Angelo na gestão de carreira, Magali Magalhães na assessoria de impressa e Felipe Freitas que é meu braço direito e focado na gestão internacional e mídias sociais, além de viajar comigo em minhas apresentações LIVE.

5. Nato Medrado – E como chegou até à Austro Music com a Som Livre?

Mérito total do Mauricio.

A ideia surgiu no final de janeiro e começou a ser desenvolvida na Rio Music Conference em fevereiro, desde então estamos em constante contato com a Austro e sua equipe que diga-se de passagem tem sido peça chave nessa engrenagem para o lançamento do meu primeiro álbum.

6. E em quanto tempo foi montado seu repertório para o álbum WHITHOUT NAME? Comente suas influências?

O repertório do álbum que é todo original foi montado em pouco mais de dois meses, mas eu classifico ele como um álbum atemporal.

Tenho faixas que foram feitas exclusivamente e outras que foram inseridas devido ao contexto que se passa.

É em “Without Name” que eu revelo todas as minhas principais influências, da progressão de Deadmau5, passando pelas melodias de Gui Boratto e Hans Donner até os riffs de guitarra do Rock ‘N Roll dos anos 80.

“Without Name” é meu álbum de estreia e no geral significa “uma primeira exibição”.

Trabalharemos à exaustão até que se encontre a sequência ideal para os próximos capítulos dessa jornada musical.

www.facebook.com/NatoMedrado
instagram.com/natomedrado

Print Friendly, PDF & Email

Comente