Kygo, show e pão de queijo no Lollapalooza Brasil

DJ SOUND

Kygo, show e pão de queijo no Lollapalooza Brasil

 

O norueguês Kygo, de 26 anos, é um dos mais notórios expoentes da música eletrônica atual com apelo digamos mais pop quando comparado a outros galácticos como Calvin Harris, Alesso, David Guetta só para citar alguns.

Kygo tornou-se uma das estrelas da Dance Music no casting de artistas da Sony Music, ao lado de Daft Punk, fazendo os executivos darem  atenção máxima por todos os países em que ele tem passado.

Seus hits “It Ain’t Me” e “Firestone” o tornaram um cometa nas plataformas de streaming o colocando como um dos artistas no top 10 em mais de 120 países, alcançando a posição número#1 em dezenas deles.

Os singles logo deram origem a um álbum “Cloud Nine” muito bem recebido pela crítica internacional, até mesmo fora da segmentada, como a Bilboard e Rolling Stone.

O álbum chegou a posição #1 no iTUNES na maior conquista de um artista estreante de Dance Music na plataforma.

O debut do artista no Brasil foi no Maracanã na cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro. Ele subiu ao palco com seus hits acompanhado de sua cantora vindo num jatinho fretado especialmente para o evento.

De lá para cá o sucesso do jovem aumentou e as apresentações no formato DJ set diminuíram e deram lugar a um show completo que tem lotado e dado sold out por onde passa como no Hollywood Bowl nos Estados Unidos, que já recebeu nomes como Depeche Mode no palco.

As parcerias de palco surpreenderam os fãs com convidados inusitados como o cantor Seal (veja num dos vídeos abaixo), além de pontas anteriores até mesmo com o A-ha.

Outros singles de forte impacto foram lançados em 2017, “It Ain´t Me” com Selena Gomez e “First Time” com Ellie Goulding que juntas estão praticamente ultrapassando os 2 bilhões de plays nas plataformas de streaming.

Estas boas impressões ao vivo conferiram a Kygo o prêmio de melhor “Best Live Performance/Live Act” no IDMA – International Dance Music Awards realizado em Miami anualmente que o premiou anteontem com este título, após ter sido nominado para o Grammy Awards como favorito e não levou.

Agora Kygo retorna ao Brasil como headliner do festival Lollapalooza Brasil (saiba mais: Blog by Lollapalooza 2018).

Tocando no encerramento do palco Axe no sábado (24/03, confira horário e demais atrações do dia: https://www.lollapaloozabr.com/lineup-horarios/#saturday-2018-03-24), deve ser um dos pontos altos dos três dias de evento.

Kygo

Seja sincero, você gosta mais de tocar como DJ ou no formato Live ACT?

Eu gosto muito dos dois formatos, me sinto confortável em qualquer um dos dois.

Sou produtor musical, estudei piano clássico, e o meu lado DJ foi uma das formas para expressar e tocar minha música.

O show que tenho hoje foi acontecendo em meio a tudo ao meu redor

O que preparou para sua apresentação  no Lollapalooza Brasil?

Tenho surpresas, vim com um show que não tive oportunidade de apresentar antes na América do Sul, e estar num festival como o Lollapalooza e trazendo este show me deixou eufórico.

A equipe esta preparada e montamos algo especial para os brasileiros.

A velha pergunta: clubs ou festivais?

Os dois, cada um tem sua energia! Em Las Vegas os clubs e festas são enormes, assustador e incrível para quem mal frequentava clubs no meu país.

Os festivais estão cada vez maiores e numerosos em todo planeta.

Se a música e diversão prevalecerem o resultado é positivo para todos: empresários, artistas e o público que paga para ver tudo acontecer.

Este sucesso meteórico assustou você  nasceu num pais pequeno e tido como pacato na música pop?

Os tempos são outros no universo da música com toda tecnologia das plataformas.

Quando falam que existe um controle, ele não existe de fato então sua música vai para onde ninguém imagina, nem mesmo o artista.

Posso dizer que tudo foi muito rápido.

Kygo

Quando teremos o sucessor do álbum “Cloud Nine”?

Estou trabalhando nele com calma, tenho focado nas apresentações e nos singles. Para o novo álbum estou montando novas parcerias com cantoras de que admiro.

O “Cloud Nine” foi um apanhado de músicas que tinha e outras  fui fazendo para completar um álbum a pedido da gravadora. O resultado para mim e para eles foi positivo.

Não tenho pressão em nada do que faço, sigo meu ritmo pessoal e inspiração. Tenho mais singles nos próximos meses e o álbum chegará.

Na sua rápida passagem pelo Brasil no encerramento dos Jogos Olímpicos teve alguma coisa de que gostou?

Ah sim… pão de queijo… no café da manhã peguei uma cesta cheia deles, realmente deliciosos e conheci o Açaí refrescante. Espero conhecer um pouco mais da comida brasileira.

Alguma mensagem para os fãs brasileiros?

Venham se divertir no show e Lollapalooza e assistam o meu show é importante para mim

Entre no clima vendo e ouvindo Kygo:

by Editoria Gonçalo Vinha

Print Friendly, PDF & Email

Comente