Kaskade sucesso no Brasil e Estados Unidos com testes perigosos de popularidade

DJ SOUND

Kaskade sucesso no Brasil e Estados Unidos com testes perigosos de popularidade

Kaskade é o codinome artístico do norte-americano Ryann Raddon, de 45 anos, nascido em Chicago berço da House Music mundial.

Kaskade é um skatista aposentado, era o que fazia antes de envolver-se seriamente com música, onde se apaixonou pela produção musical logo de início, estudando piano e aprendendo a manipular os softwares de produção.

Ele foi um dos primeiros nomes americanos, antes da onda de Skrillex, Steve Aoki, e outros compatriotas, a serem exportados para o mundo, no entanto não detém tanta penetração no mercado europeu como os outros citados.

Mas no Brasil Kaskade é um nome vigoroso e desejado como nos Estados Unidos.

Kaskade em Chicago, EUA

Kaskade em Chicago, EUA

Seus tours regulares conquistaram uma legião de fãs em várias partes do nosso país, através da agência DJCom que comercializa as apresentações com exclusividade.

EDC_SandroDJCom_Kaskade

Sandro DJCom com Kaskade em Las Vegas

Com vários singles (muito pegajosos), conquistou as pistas de dança (a ala feminina de mãozinhas para cima), e boas posições em charts como no portal Beatport.

O seu primeiro álbum de músicas autorais foi uma mescla de singles e novas composições, e um novo trabalho de estúdio esta na mira dos planos de Kaskade.

Kaskade, em Coachella

Kaskade, em Coachella

Foi o primeiro DJ americano a estabelecer residência em clubs de Las Vegas, o primeiro artista solo de música eletrônica a lotar o Barclays Center, bem como o primeiro a lotar o Navy Pier e o Staples Center, durante sua tour “Freaks Of Nature”, considerada a única tentativa bem sucedida de lotar um estádio nacional (americano), por um artista solo de música eletrônica, segundo a Billboard.

Em 2014 ele envolveu-se em ações de caridade criando a corrida noturna (de 5 km), “The Spark Run”, reunindo amigos, famílias inteiras, ajudando entidades de caridade com renda revertida e ações diretas dos indivíduos.

The Spark Run, com Kaskade

The Spark Run, com Kaskade

Quando estavam para lançar o documentário do festival “EDC – Electric Daisy Carnival”, em Los Angeles o ex-skatista twittou para os fãs se juntarem a ele numa festa particular.

O que mal sabia é que milhares de fãs se juntaram nas ruas lotando o Hollywood Boulevard para o verem tocar.

Por conta do descontrole, Kaskade pediu para todos novamente pelo twitter para saírem das ruas de forma pacífica, e foi atendido.

Se isso foi um teste de popularidade foi um feito e tanto.

O DJ e produtor musical divide seu tempo com planejamento, estúdio e suas residências fixas em Las Vegas nos clubs Encore e XS.

XS Club, Las Vegas - EUA

XS Club, Las Vegas – EUA

Esta sempre em line-ups de grandes festivais como Coachella, EDC, e mais recentemente nas edições americanas e sul-americanas do festival Lollapalooza.

Conversamos com Kaskade depois da sua última passagem pelo Brasil (após o festival Lollapalooza de abril, em São Paulo), onde o brasileiro Alok fez um belo warm-up para a entrada do americano que enlouqueceu o público ávido para vê-lo.

“Estou sempre deslumbrado com a energia do povo brasileiro. Tem uma energia como em nenhum outro lugar do planeta. Isso combinado com o sistema de som maciço e visuais que são planejados significa que é a tempestade perfeita para o Lollapalooza”, disse Kaskade sobre o planejamento que fez para o festival ocorrido no autódromo de Interlagos.

Kaskade

Kaskade

Você tem planos para um novo álbum solo?
Estou constantemente trabalhando com música. Eu tenho um monte de projetos diferentes que estão na minha mesa de som agora, e há sempre o pensamento de outro álbum no futuro.

Quais são os planos para os próximos meses?
Tocar música, fazer música, falar sobre música, dança à música e, em seguida, dormir um pouco e sonhar com música.

Qual a música que faz você recorder da sua infância?

Eu acho que depende de que parte da minha infância nós estamos olhando. A música sempre foi uma parte importante do crescimento, e diferentes canções trazem isso de volta realmente lindamente.

Qualquer coisa, desde os anos 80 corre-me de volta a esses anos de adolescência. New Order, The Cure, Echo & The Bunnymen, Nitzer Ebb.

Faça sua escolha.

Qual foi primeiro disco que você já comprou?
É difícil dizer com certeza, mas lembro-me a capa do álbum Loverboy “Get Lucky” tão bem que poderia ter sido esse.

Qual sua música favorita de todos os tempos?
Isso é impossível.

Ele muda de hora a hora.

Há blocos de música que ficar no meu Top 10, mas eu nunca poderia fixar para baixo uma música e dizer “que é ele, o único”.

Ultra_Music_Festival_2013_kaskade

Descreva como você imagina os clubs no ano de 2030 …
Uma mistura de sonho de ficção científica e da National Geographic.

Quando tento pegar uma imagem de tela no meu iPhone e editá-la.
Um sonho?

Música é melhor, sempre.

Canal oficial do Youtube:

https://www.youtube.com/user/kaskade

https://youtu.be/SQQbYuvZKts

by Gonçalo Vinha

Print Friendly, PDF & Email

Comente