Iraí Campos, entrevista. O “mito” arma festona inspirada em Nova Iorque para os 4 anos da Le Rêve

DJ SOUND

Iraí Campos, entrevista. O “mito” arma festona inspirada em Nova Iorque para os 4 anos da Le Rêve

A cultura DJ no Brasil está eternamente ligada à figura de Iraí Campos, um dos pioneiros e mais bem sucedidos (até hoje) no Brasil fonte de inspiração para centenas de DJs, produtores musicais e mesmo para o público que ainda hoje o segue, agora, em suas próprias (e bem sucedidas) casas noturnas (The History e Le Rêve) na capital paulista.

Definitivamente ao lado de outros nomes da sua época foi o primeiro a chegar à posição “mainstream” da profissão, e há muito tempo não batia um papo conosco.

Aproveitamos a semana em que ele preparou uma festona diferente, com temática teatral inspirada em Nova Iorque, para comemorar o quarto aniversário do seu club Le Rêve nesta próxima sexta-feira (14/julho), veja todas as informações no link: Le Rêve 4 Anos).

Onde foi buscar inspiração para comemorar o aniversário do club com esta temática?

Estive em Nova Iorque em 2014 e assisti a peça “Sleep No More”, mas só agora três anos depois tive a inspiração de misturar teatro e balada e assim resolvi fazer isso na Le Rêve.

Montamos uma equipe de profissionais incríveis.

Acredito que será um sucesso.

Iraí Campos

Como é empresariar os clubs e ainda tocar como DJ? Como divide seu tempo?

(rs) não sobra tempo.

Por exemplo: estou respondendo está entrevista do celular dentro do avião.

Minhas únicas folgas são aos domingos, trabalho de segunda à sexta das 10h às 19h, quinta sextas e sábados; sábado tem The History, sextas e sábados Le Rêve.

Normalmente passo em todas as casas, às vezes toco sextas na The History e sábados Le Rêve, mas também acabo mudando na última hora, nunca aviso que vou, nem que fui embora das casas, simplesmente apareço ou sumo rs.

Seus clubs seguem praticamente a mesma linha musical da iniciada no The History.

Você acredita ter cultivado um nicho e por isso os clubs estejam bem sucedidos na noite?

Esta faixa etária não pede dinheiro para os pais para ir à balada (RS), mas por outro lado são muito exigentes tem que ter uma equipe muito bem treinada e tudo funcionar perfeitamente.

A Le Rêve não segue o mesmo perfil da The History, na Le Rêve tocamos sucessos desde anos 2000 até as atuais, mas para os saudosistas temos também uma pista menor no piso superior, que toca anos 80/ 90 Pop Rock.

Iraí Campos nos Mixes

O que ainda te fascina na noite (como empresário e DJ), após tantos anos?

Ver o resultado, quantas pessoas saíram de suas casas para se divertirem, e escolheram uma de minhas casas, quantas pessoas há anos não entravam numa casa noturna.

Já presenciei cliente chorando quando viu a abertura da The History, a responsabilidade é grande, e a expectativa também.

Recebemos pessoas de várias cidades do Brasil e até do exterior.

Qual sua opinião sobre a noite da capital paulista que hoje carece de poucos clubs no geral, sendo uma das grandes capitais do mundo?

Difícil opinar é tantos nichos, estilos, o tipo de clubs, os que mais vi sentir a crise foram às casas jovens que tocam música eletrônica.

O que tem feito para driblar a crise econômica que acabou afetando o mercado de entretenimento como um todo?

Não tem muito que fazer, continuamos firmes fazendo algumas ações, mas como disse para o meu público a crise não atingiu tanto como foi no público mais jovem.

Você ainda pesquisa música? Se sim o que anda ouvindo de novo?

Para ouvir no carro ouço House Music, mas sempre é bom estar com as antenas ligadas.

Qual seu hobby quando não esta trabalhando?

Adoro um bom restaurante. Quando dá vou viajar, ou também gosto de ir para meu o sítio em Ibiúna.

The History

Como você define sua pessoa para quem não lhe conhece? E para quem lhe conhece?

Sou uma pessoa simples, não esqueço minhas origens, gosto de brincar com as pessoas, mas por outro lado quando envolvem responsabilidades, trabalho etc., e a pessoa quer levar na intimidade, na brincadeira mostro o Iraí Campos empresário e responsável e coloco a pessoa no lugar.

O que não pode faltar nas suas noites?

Bom atendimento, respeito com clientes e o básico boa música alegria, inovações.

Algum plano futuro que possa adiantar para nós?

Me aposentar…

 

Print Friendly, PDF & Email

Comente