Empresa de vinil estrangeira chega ao Brasil e passa atender pedidos com fabricação na Europa. Até discos com cinzas humanas são fabricados!

DJ SOUND

Empresa de vinil estrangeira chega ao Brasil e passa atender pedidos com fabricação na Europa. Até discos com cinzas humanas são fabricados!

Nesta quinta-feira (20/04), foi comemorado o dia do disco de vinil no Brasil e no sábado (22/04), comemora-se o dia mundial da bolacha (celebrado anualmente em todo terceiro sábado do mês de abril), que faz suspirar, suar, acelerar corações… aliás, quantas emoções sem ou com nostalgia, o mercado de vinil não morreu e cresce segundo pesquisas no mundo todo.

Seja o mercado de usados, ou mesmo lançamentos, e prensagens especiais (e limitadas), de grandes artistas e álbuns tidos como clássicos e raros.

Com apenas uma fábrica no Brasil atendendo uma demanda até o momento (e sem a existência de mais máquinas na América do Sul para produção em escala), o empresário holandês Rimmer Wouda, resolveu importar a solução final para quem almeja o som do vinil, e resolveu abrir sua empresa em São Paulo, fabricando na Europa e importando para o Brasil sem burocracias para os clientes.

Rimmer Wouda

“Faço todo o serviço (fabricação, embalagem), importação e meu cliente no Brasil ou América do Sul, recebe os discos prontos em mãos.

“Sou uma solução para quem não quer ter dor de cabeças com fabricação e importação e outras burocracias que tornam o trabalho quase missão impossível para novatos e aventureiros de primeira viagem.

Não tenho concorrente no Brasil e América do Sul para minha qualidade de produto e atendimento”, enfatiza Rimmer.

Apaixonado por música e pelo som dos discos de vinil, Rimmer aliou-se a mais três empresários, cada um com média 25 anos de know-how, no mercado fonográfico brasileiro e internacional fundaram a Imortal Music.

Focados no crescente mercado mundial dos discos de vinil (vynil), de alta qualidade, dando a oportunidade para artistas e bandas de qualquer estilo no Brasil de realizarem e terem suas obras neste formato, com discos fabricados e importados do exterior.

O sócio Roberto Vaccari (que também atua na indústria fonográfica numa das fábricas mais importantes do ramo de CDs na capital paulista) partiu para ideia do vinil pela sua paixão pelo formato e por enxergar as dificuldades do mercado independente do Brasil, diz:

“O artista ou gravadora pode escolher o formato de capa para o seu disco com uma gama enorme de possibilidades que vão desde aplicação de reserva de verniz localizado, ou até mesmo embalagens em alto relevo.

Tudo isso vai depender do bolso, aqui o universo é infinito em possibilidades de embalagem e também na prensagem do vinil”.

Roberto Vaccari

André Cesário, apaixonado pela indústria do vinil desde a década de 80 e pela cultura DJing, foi um dos responsáveis pela profissionalização e expansão do mercado de fabricação de CDs no Brasil, que passou a atender as grandes gravadoras com suas máquinas e tecnologia.

Foi a primeira fábrica a atuar com turnos de 24 horas para suprir o mercado no Brasil nos últimos dez anos. “Não é só o mercado Djing do Brasil que carecia de um vinil de qualidade, digo isso para todos os gêneros musicais é a nossa missão fazer o vinil sair do gueto.

Agora não é só banda de playboy que vai ter a oportunidade de ter um disco no formato de vinil.

Nosso preço é competitivo se comparado ao similar nacional com som abafado comparado aos nossos com som límpido”, explica ele.

“A lacuna no mercado brasileiro é enorme, com os vinis de baixa qualidade sonora produzidos por empresas brasileiras em nosso território, nós da Imortal Music, temos a tecnologia e qualidade de ponta exigida pelo mercado internacional e pelos audiófilos. Sem burocracias você vai receber o seu produto com aquele som “quente”, único do vinil”, diz o animado Rimmer Wouda.

Os primeiros clientes atendidos no Brasil pela Imortal Music Group são um empresário que contratou a prensagem de sete polegadas e a banda paulista Eko Afro Beat, que fez questão de lançar seu trabalho no formato LP.

O Eko Afro Beat foi atendido e os vinis desembarcaram no Brasil estando em mãos do artista que iniciou a tour de promoção do seu trabalho.

EKO AFRO BEAT

OBJETIVO:

Fabricar e distribuir (no Brasil e exterior), discos de vinil de alta qualidade fabricados e masterizados na Alemanha (pelos mesmos técnicos que atendem artistas de calibre como Beatles, Kraftwerk, Pixies).

Todos os estilos musicais são fabricados, inclusive os de música eletrônica em todas as suas vertentes.

“O mercado DJ e de música eletrônica faz parte de todo esse mercado global, esta na raiz do segmento e o vinil não vai desaparecer, inclusive a Pioneer lançou um toca-discos com os mesmos recursos da lendária Technics, que volta a ser fabricada pelo grupo Panasonic detentor da marca”, diz André Cesário.

FABRICAÇÃO E IMPORTAÇÃO:
Os discos são fabricados na Alemanha e são importados com toda legalidade e segurança para os clientes no Brasil que recebem os produtos em mãos.

Com o serviço da Imortal Music artistas, gravadoras e selos podem estar num mercado que vem crescendo anualmente cerca de 40% no mundo, e vem desenvolvendo bons números no mercado fonográfico brasileiro.

“Vamos atuar para artistas e selos independentes e para as majors (conversas adiantadas), com suas demandas para artistas nacionais e internacionais com foco na venda no mercado brasileiro e exterior”, explica André Cesário.

DIFERENCIAIS FRENTE AO FABRICANTE BRASILEIRO

Outro aspecto importante é que os discos da Imortal Music suportam até 50 minutos de música (em média 25min., de cada lado), e os discos de vinil fabricados no Brasil chegam no máximo aos 40min. ou seja, 20% a menos de música, e com um preço caríssimo e baixa qualidade comparada aos produtos da Imortal.

Os discos são fabricados na Alemanha e são importados com toda legalidade e segurança para os clientes no Brasil que recebem os produtos em mãos.

“Com nosso serviço artistas, gravadoras e selos podem estar num mercado que vem crescendo anualmente cerca de 40% no mundo, e vem desenvolvendo bons números no mercado fonográfico brasileiro”, diz otimista André Cesário.

Atuar para artistas e selos independentes e para as majors com suas demandas para artistas nacionais e internacionais com foco na venda no mercado brasileiro e exterior.


MAIS MÚSICA NA BOLACHA
Outro aspecto importante é que os discos da Imortal Music suportam até 50 minutos de música (em média 25 minutos, de cada lado), e os discos de vinil fabricados no Brasil chegam ao máximo aos 40 minutos (acima disso “estranhamente” perdem mais qualidade sonora), Rimmer explica:

“O produto feito no Brasil tem 20% a menos de música, e com um preço caríssimo e baixa qualidade comparada aos produtos da Imortal, que são de qualidade internacional, padrão de mercado para todos os estilos musicais”.

Vinyl Eko Afro Beat

Serviços:

– Masterização (serviço a parte do pacote do fabricação do vinil)
– Fabricação;
– Distribuição no Brasil e exterior;
*** Consulte nossa tabela com valores dos combos ou serviços avulsos (*, na distribuição fazem somente dos títulos fabricados por eles).

Os discos de vinil são fabricados dentro dos seguintes formatos:

– LP, EP, Single (“12”) e compactos 7” polegadas;
– Gramaturas de 120 a 180 gramas;
– pretos ou coloridos (incluindo transparências ou modelos camuflados);
– Picture (com foto);
** vinis vêm com rótulo (protegidos em plásticos de alta resistência ou papel);
*** pedido mínimo 300 unidades para qualquer um dos formatos
**** opção de capas simples (branca ou colorida), ou com artes (4×4 cores ou mais), adesivadas ou com reserva de verniz e também alto relevo.

VINIL COM CINZAS HUMANAS:
Parece algo surreal, mas um dos grandes trunfos da Imortal Music é que os discos de vinil podem receber na sua composição cinzas humanas oriundas do processo de cremação (devidamente documentado pelo crematório contratado por nossos clientes).

Os apaixonados pela música e pelo vinil podem ser eternizados num disco de vinil que deterá todas as características sonoras de alta qualidade, neste formato é possível deixar gravado uma música ou mensagem do falecido ou até mesmo dos seus familiares.

Presente ideal para amigos e familiares do falecido, numa grande homenagem póstuma e exclusiva.
“As cinzas podem ficar visíveis para os clientes ao usarmos discos coloridos ou transparentes.

O processo de inserção das cinzas é gravado em vídeo para o cliente ter certeza da inserção das cinzas na composição do produto. (as cinzas são enviadas para o exterior acompanhado do atestado de cremação do crematório brasileiro, documento exigido para transporte legal do Brasil para o exterior).

Não é possível inserir músicas que são protegidas por direitos autorais, sendo assim apenas músicas de autoria própria ou então frases e mensagens particulares, ou mesmo a voz do falecido”, explica Rimmer Wouda.

Nesta modalidade de serviço o vinil pode tornar-se inclusive objeto de decoração (fornecemos o mesmo em moldura de fino acabamento com vidro), ou mesmo em capas normais de vinil para ser acomodado pelos clientes da forma que melhor definirem.

O preço deste serviço é mais caro em relação ao valor dos vinis (nos formatos 12″, EP e LP), em torno de R$44,00 (quarenta e quatro reais, a unidade), já os sete polegadas preço médio de R$35,00 (trinta e cinco reais).

PRAZOS:
Os prazos para produção (incluindo masterização), e entrega para o cliente final é de 45 (quarenta e cinco dias), enquanto que a única fábrica no Brasil demora no mínimo 60 dias para entregar o pedido.

Para informações: press@imortalmusic.com.br | Tel: (11) 98383.6468

CONECTE-SE:
Facebook: fb. me/imortalmusicgroup
Instagram.com/imortalmusicgroup

by Editoria Gonçalo Vinha

Print Friendly

Comente